Muitos estrangeiros que vivem no Brasil ou que estão aprendendo nosso idioma se surpreendem com algumas expressões idiomáticas. Algumas são muito comuns e utilizadas ao longo do dia, de forma espontânea, em diversas ocasiões. Muitas delas são bem curiosas e engraçadas e, quando alguns alunos anglofónos tentam traduzi-las literalmente, palavra por palavra, como por exemplo a expressão ‘segurar vela’ (‘hold the candle’), nem sempre conseguem adivinhar o seu significado. Sabemos que algumas delas até se aproximam dos significados reais, mas outras apresentam significados bem distintos de acordo com os país e contexto sociocultural. Por exemplo, a expressão citada acima, nos Estados Unidos tem um significado diferente, mais voltado para uma ideia de ‘estar interessado em alguém’ = “hold the torch”, expressão essa também citada em canções de rappers como Busta Rhymes. Já no Reino Unido, há menções dessa expressão, no século XVI, com conotação negativa, quando uma pessoa não se sentia “confortável” com uma posição social inferior ou se sentia menosprezada de alguma maneira por ser apenas “assistente” ou considerada pelos superiores como alguém que somente tinha capacidade de segurar uma vela para iluminar o trabalho que outra pessoa com mais experiência desempenhava. No site  UrbanDictionary, a expressão “holding candle” tem o sentido bem parecido com o nosso e é utilizada para indicar que uma terceira pessoa está sendo inconveniente ao observar com atenção a intimidade de um casal e causando uma espécie de “saia justa”. Contudo, podemos perceber que a maioria das expressões é formada por verbo e substantivo e elas nos convidam a refletir sobre suas origens histórico-culturais. Aprendemos e as reproduzimos ao longo de nossas vidas pela tradição oral de nossos familiares e grupos sociais que pertencemos e convivemos.

Além disso, é importante ressaltar que elas podem variar bastante de acordo com a idade, gênero e região do Brasil e do mundo onde moramos. E você? Já ouviu alguma expressão curiosa e interessante? Compartilhe conosco! Espero que se divirtam com a leitura!

Expressões Curiosas:

SEGURAR VELA

SIGNIFICA – Acompanhar sozinho um casal
Na Idade Média, existiam empregados cuja função era segurar uma vela para que os trabalhadores mais experientes pudessem fazer suas atividades em ambientes escuros. Há quem diga que isso se aplicava até na hora do sexo dos patrões, quando o empregado era obrigado a ficar de costas para não ver o que estava acontecendo.

BLÁ-BLÁ-BLÁ

SIGNIFICA – Conversa desinteressante
Na língua francesa, “blablabla” é uma onomatopeia (palavra que tenta imitar um som) influenciada pelo verbo “blaguer”, que significa dizer coisas ridículas. O verbo veio de “blague”, ou seja, uma farsa.

PARA INGLÊS VER

SIGNIFICA– Fingir que fez algo ou fazer mal feito.
Por interesses econômicos, a Inglaterra tentou abolir a escravidão no mundo na primeira metade do século 19. O Brasil estava entre os alvos, mas os escravos eram uma das bases da nossa economia. Para enganar a potência, o Império colocava navios no litoral com a suposta missão de ir atrás das naus negreiras, mas, na prática, nada acontecia a elas. Era uma encenação “para inglês ver”.

A SETE CHAVES

SIGNIFICA – Bem guardado
Vem das arcas de madeira destinadas a guardar documentos importantes e riquezas, muito usadas a partir do século 13. Elas tinham quatro chaves e cada uma ficava com um funcionário de confiança ou, às vezes, com o próprio rei – só quando todos estavam juntos, podiam ser abertas. Com o tempo, o número virou sete pela conotação mística desse algarismo.

TROCAR AS BOLAS

SIGNIFICA – Confundir-se
Vem do bilhar: refere-se a quando um jogador bate com o taco em uma bola que não deveria, prejudicando assim seu desempenho no jogo.

PÃO-DURO

SIGNIFICA – Sovina, avarento
Vem de uma peça teatral de Amaral Gurgel, baseada em um mendigo que supostamente viveu no Rio de Janeiro no início do século 20. Ele sempre abordava as pessoas pedindo qualquer coisa, nem que fosse “um pedaço de pão duro”. Até aí, nada demais. Só que, quando ele morreu, descobriu-se que o homem acumulava um respeitável patrimônio, com contas em bancos e até imóveis.

Expressões com nomes de animais

PAGAR O PATO

SIGNIFICA  – Sofrer consequências de algo, ser enganado, ter prejuízo.
Num conto do italiano Giovanni Bracciolini (1380-1459), um camponês vende um pato a uma mulher em troca de sexo. O rapaz, insaciável, quer mais, mas ela se nega. Aí chega seu marido, perguntando qual o motivo da discussão. Para escapar, o camponês diz que faltam 2 vinténs para completar o pagamento. Preocupado com o jantar, o corno literalmente paga o pato.

FAZER UMA VAQUINHA

SIGNIFICA – Unir-se para arrecadar dinheiro
Na década de 20, a torcida do time carioca Vasco da Gama bolou um novo jeito de incentivar os jogadores: caso o time vencesse, os atletas levavam 10 mil réis ou “um coelho” (animal correspondente no jogo do bicho), coletados entre os torcedores. No caso de vitória importante, o prêmio era 25 mil, uma “vaca”.

TIRAR O CAVALO DA CHUVA

SIGNIFICA – Ordem para desistir de fazer algo
Vem dos tempos em que o cavalo era o principal meio de transporte. Se não tivesse a intenção de demorar, o visitante deixava o animal desprotegido na frente da casa. Porém, às vezes, o anfitrião o convidava para ficar mais, falando para o amigo abrigar melhor o bicho com a frase “Pode tirar o cavalo da chuva”. Ou seja: “Desista dessa ideia de ir embora”.

Jacky Freitas – interpretersaopaulo@gmail.com

Fontes:  Livros A Casa da Mãe Joana e A Casa da Mãe Joana 2, de Reinaldo Pimenta, O Guia dos Curiosos – Língua Portuguesa, de Marcelo Duarte, e O Bode Expiatório, de Ari Riboldi, sites Terra e GUIA DO ESTUDANTE – Site Mundo Estranho, editora Abril.

Anúncios