thinkstock-mergers-acquisition-ma-750xx3600-2029-0-370

Merger (fusão) ocorre quando duas ou mais empresas unem forças para criar uma nova organização. Acquisition se refere à aquisição de uma empresa por outra. Uma nova empresa não surge a partir de uma acquisition.

Acquisitions normalmente carregam uma conotação mais negativa do que mergers. Por essa razão, muitas empresas que estão no processo de aquisição preferem chamá-lo de merger, mesmo quando claramente não é.

A melhor forma de distinguir os dois termos é: se a compra for amigável, temos uma merger, e se for hostil, temos uma acquisition.

Na prática, mergers não acontecem com frequência. Não é comum termos duas empresas unindo forças e dois CEOs abrindo mão da sua autoridade para se beneficiar com a situação.

Como merger é algo incomum e acquisition é vista como algo negativo, os dois termos a cada dia tem causado mais confusão. Atualmente, muitas reestruturações corporativas são chamadas de merger & acquisition (M&A) transactions, em vez de uma simples merger ou acquisition. A diferença dos dois termos na prática, pouco a pouco, tem desaparecido graças à definição de negócios de M&A.

Tem dúvidas de inglês ou português? Envie para contato@nexolinguistica.com.br.

Um abraço!

Rômulo Faria

Banner Revise Conosco

Anúncios